PostMaker EM e o Covid Timeline Webserie
covid-19 e esclerose múltipla

A COVID-19 é uma doença causada por um vírus (chamado SARS-CoV-2) que pode afetar pulmões, vias respiratórias e outros órgãos.1

A convivência com a doença, nesse mais de um ano, trouxe muitas adaptações, questões e desafios como o isolamento social e as novas normas de higiene e segurança que foram implementadas no mundo todo.1

Se este foi um período de muitas dúvidas para todos, aos pacientes de esclerose múltipla e outras doenças crônicas pode ter sido ainda mais desafiador: se eu pegar, poderia ser pior em mim? Devo continuar meu tratamento? E, a vacina, eu posso tomar?

Felizmente, nos adaptamos e a ciência está descobrindo cada vez mais sobre o momento em que estamos vivendo. Mas, convidamos você a relembrar abaixo alguns pontos importantes sobre este tema.

cuidados gerais durante a pandemia pela oms

Para os pacientes de Esclerose Múltipla é muito importante seguir o acompanhamento médico neste momento de pandemia. Nenhuma decisão em relação ao tratamento, por exemplo, deve ser tomada sem a orientação de um médico especialista.

A telemedicina pode ser uma opção segura para algumas pessoas continuarem mantendo o contato com seus médicos, diminuindo possíveis riscos de exposição ao vírus.

Para além disso, todos nós temos a responsabilidade de seguir as diretrizes e orientações de segurança e saúde para reduzir o risco de infecção.1,2,3

  • Pratique o distanciamento social mantendo pelo menos 1,5m* de distância das outras pessoas;
  • Use máscara de proteção certificada e de modo correto, ou seja, cobrindo o nariz e a boca. Higienize-a constantemente (conforme instrução do fabricante) ou descarte-a corretamente, caso seja descartável;
  • Não frequente locais com aglomeração e sem ventilação adequada;
  • Opte sempre por ambientes ventilados e abertos;
  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão ou as higienize com produtos à base de álcool 70%;
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos sujas;
  • Ao tossir e espirrar cubra boca e nariz com lenço, caso não seja possível, com o próprio cotovelo flexionado;
  • Limpe e desinfete as superfícies que toca regularmente;
  • Pratique atividades físicas regularmente pois elas ajudam a manter sua qualidade de saúde mental e seu bem-estar. Lembre-se de manter o distanciamento social e priorizar ambientes abertos para a prática esportiva.

*As diretrizes nacionais e internacionais de distanciamento variam entre 1 e 2 metros

principais dúvidas

01 - devo parar ou alterar meu tratamento de esclerose múltipla para tomara vacina?

Na maioria dos casos, não há necessidade de interromper ou trocar seu tratamento de EM para ser vacinado contra COVID-19.

Planeje com seu médico como coordenar o momento de sua vacina com a administração do seu medicamento – considerando tanto a primeira quanto a segunda dose. Esta decisão deve incluir uma avaliação de seu risco de contrair COVID-19 e o estado atual de sua EM.1

Caso ocorra o aparecimento de alguns sinais ou sintomas que possam sugerir um surto da EM ou outro problema, procure sempre aconselhamento médico, seja ele presencial ou ainda nas modalidades de vídeo chamada ou telefone, caso possua esta opção.

Para entender melhor a pandemia em relação a EM, como gerenciar o tratamento de EM e mais informações sobre vacina, clique aqui e baixe o documento em pdf que a Merck desenvolveu com um grupo global de neurologistas e especialistas.

Saiba mais informações clicando aqui

02 - alguns conselhos importantes para diagnosticados com em com sintomas de covid-19 (suspeita) ou com teste positivo para covid-19

Caso você tenha o diagnóstico de EM, isso não necessariamente aumenta a probabilidade de desenvolver COVID-19 de forma grave.

É aconselhável que, caso seja testado como positivo para COVID-19, converse com seu médico de confiança imediatamente para que, juntos, tomem a melhor decisão em relação ao tratamento em curso.1

Lembre-se também que a vacina é uma ótima notícia para todos e nos protege contra infecções graves pelo vírus. Os cuidados e diretrizes de saúde e segurança continuam sendo necessários até o momento, mesmo considerando os já vacinados.

03 - tenho esclerose múltipla e contraí o vírus. o que faço?

O conhecimento sobre como a COVID-19 pode afetar pessoas com EM ainda é limitado. Alguns medicamentos para EM podem aumentar a probabilidade de desenvolver complicações com COVID-19 pois atuam suprimindo ou modificando o sistema imunológico.1

Antes de iniciar, alterar, atrasar ou interromper o tratamento, isso deve ser avaliado junto de seu médico ou profissional de saúde que esteja familiarizado com seus cuidados para que ele veja qual terapia é a melhor escolha para suas circunstâncias individuais.

04 - a covid-19 pode piorar o quadro neurológico preexistente dos diagnosticados com esclerose múltipla (em)?

Até o momento, durante a pandemia, revisões feitas sobre os casos de pacientes com EM contaminados com a COVID-19 não apontam desfechos negativos, como complicações graves e mortes. Os pacientes com EM evoluíram de maneira similar ao restante da população brasileira, mesmo com o uso de medicação.1

05 - segurança nas vacinas aprovadas contrar covid-19 para pessoas diagnosticados com em

A vacinação contra o coronavírus é uma boa notícia em um período tão desafiador. O conhecimento sobre como a COVID-19 pode afetar pessoas com EM ainda é limitado.2

A ciência tem provado que as vacinas usadas no COVID-19 são seguras e o risco de contrair a doença é maior do que os riscos de administração da vacina. Portanto todas as pessoas com EM em geral, devem ser vacinadas e para isso buscar aconselhamento médico. Se possível, também os membros da família e ou cuidadores para evitar riscos.2

Não há evidências de que as pessoas com EM correm maior risco de complicações com as vacinas de mRNA, vetor viral não replicante, vírus inativado ou proteína COVID-191-4, em comparação com a população em geral.2

As vacinas de mRNA, vetor viral não replicante, vírus inativado ou proteína COVID19 não contêm vírus vivos e não causarão doença COVID-19. Não é provável que esses tipos de vacina desencadeiem um surto da EM ou piorem os sintomas crônicos da EM.2

06 - inclusão para portadores de doenças crônicas neurológicas no plano nacional de operacionalização da vacinação (pno)

Portadores de doenças neurológicas crônicas que impactem na função respiratória, doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular, e indivíduos com deficiência neurológica grave, paralisia cerebral, esclerose múltipla, ou condições similares, desde 20 de maio de 2021, já podem se vacinar em todo o país.6,7

Caso tenha dúvida, converse com seu neurologista/médico especialista de confiança, para se certificar se o seu caso se encaixa entre os pontuados na versão mais atual do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação.6,7

Para saber mais detalhes sobre o plano, clique aqui

07 - diretrizes de saúde e segurança mesmo após a vacinação

Mesmo após ter recebido a primeira ou até mesmo ambas as doses da vacina (ou para o caso de vacina de dose única), é importante manter os cuidados e diretrizes de segurança e saúde, pois novas variantes do vírus estão surgindo. Vale lembrar que, além disso, após a vacinação completa, pode demorar pelo menos 2 semanas para atingir o efeito total.10

Algumas vacinas podem causar efeitos colaterais esperados, como febre, dor de cabeça e/ou fadiga, que não devem durar mais do que alguns dias, o que pode piorar temporariamente os sintomas da EM, mas devem retornar ao nível anterior depois que a febre passar. Caso você sinta qualquer tipo de sintoma fora do esperado e apontado pelos fabricantes das vacinas, converse com o seu médico de confiança.

Mesmo tendo efeitos colaterais na primeira dose, é importante receber a segunda para que a vacina seja totalmente eficaz. As duas doses são essenciais. Lembre-se que a vacina é um pacto coletivo e uma excelente notícia para a saúde de toda a população do Brasil e do mundo.

08 - qualidade de vida e bem-estar

Durante a pandemia, muitas pessoas têm relatado um aumento na ansiedade e outras questões relacionadas a saúde mental, como o estresse.11

É importante que, dentro das possibilidades e diretrizes de saúde e segurança, as pessoas encontrem formas de escape emocionais e apoio como exercícios físicos, a prática de algum hobbie como música, filmes, livros e ou grupos de conversa.9

Além disso, manter o equilíbrio na alimentação e dormir com qualidade ajudam a relaxar e podem refletir positivamente diretamente no estado emocional de cada um.1,5,8

Procure apoio psicológico profissional quando achar necessário.

Para saber mais sobre o tema clique aqui

BR-MAV-00266/JUL2021

Referências:

  1. ABEM - Associação Brasileira de Esclerose Múltipla/ Esclerose Múltipla, Aconselhamento Global para Pessoas com EM. 2021. Disponível em:
    https://www.abem.org.br/aconselhamento-covid-19-global-para-pessoas-com-esclerose-multipla-em
    Acesso em: 27 de julho de 2021
  2. MS. National Multiple Sclerosis Society. COVID-19 vaccine guidance for people living with MS. 2021. Disponível em:
    https://www.nationalmssociety.org/coronavirus-covid-19-information/multiple-sclerosis-and-coronavirus/covid-19-vaccine-guidance#section-6
    Acesso em: 27 de julho de 2021
  3. WHO. World Health Organization. Protect Yourself and others from COVID-19.2021. Disponível em:
    https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/advice-for-public
    Acesso em: 27 de julho de 2021
  4. EM Brasil. Os 5 problemas psiquiátricos mais frequentes na esclerose múltipla. 2021. Disponível em:
    https://esclerosemultipla.com.br/2020/04/22/os-5-problemas-psiquiatricos-mais-frequentes-na-esclerose-multipla/
    Acesso em: 27 de julho de 2021
  5. ABN Academia Brasileira de Neurologia. Dormir é essencial para a saúde, diz órgão de medicina do sono. 2021. Disponível em:
    https://www.abneuro.org.br/post/dormir-é-essencial-para-a-saúde-diz-órgão-de-medicina-do-sono
    Acesso em: 27 de julho de 2021
  6. ABN. Academia Brasileira de Neurologia. Doenças neurológicas crônicas na vacinação contra SARS-CoV-2.2021. Disponível em:
    https://www.abneuro.org.br/post/doenças-neurológicas-crônicas-na-vacinação-contra-sars-cov-2
    Acesso em : 27 de julho de 2021


  1. AME. Amigos Múltiplos pela Esclerose. Resultados da pesquisa por: covid-19.2021. Disponível em:
    https://amigosmultiplos.org.br/?s=covid+19
    Acesso em 27 de julho de 2021
  2. AME. Amigos Múltiplos pela Esclerose. Atualização Oficial – COVID-19 x EM – por Dr. Denis Bichuetti.2021. Disponível em:
    https://amigosmultiplos.org.br/noticia/covid-19-em-dr-denis-bichuetti
    Acesso em: 20 de julho de 2021
  3. AME. Amigos Múltiplos pela Esclerose. Atividades gratuitas para fazer em casa durante a quarentena da COVID-19.2021. Disponível em:
    https://amigosmultiplos.org.br/noticia/atividades-gratuitas-para-fazer-em-casa-durante-aquarentena-da-covid-19
    Acesso em: 02 de julho de 2021
  4. EM Brasil. Coronavírus e sua importância para a comunidade de esclerose múltipla.2021. Disponível em:
    https://esclerosemultipla.com.br/2020/03/01/coronavirus-e-sua-importancia-para-a-comunidade-de-esclerose-multipla
    Acesso em : 27 de julho de 2021
  5. EM Brasil. Precisamos falar sobre o impacto do surto da COVID-19 na saúde mental.2020. Disponível em:
    https://esclerosemultipla.com.br/2020/06/22/precisamos-falar-sobre-o-impacto-do-surto-da-covid-19-na-saude-mental
    Acesso em: 22 de julho de 2021
  6. UNIFESP. Quais os principais efeitos da pandemia na saúde mental?. Disponível em:
    https://www.unifesp.br/reitoria/dci/noticias-anteriores-dci/item/4395-quais-os-principais-efeitos-da-pandemia-na-saude-mental
    Acesso em 28 de julho de 2021